Pesquisar este blog

sábado, 25 de setembro de 2004

Google has you
por Marco Mugnatto

Qual seria a empresa mais promissora do momento? Qual poderia ultrapassar a Microsoft no mundo da informática, no futuro?

Ha alguns anos atrás eu dizia que era a AOL, que estava comprando muita coisa bacana na época em que tudo parecia convergir para a informação e acessibilidade. Comprou a Time Warner, o Winamp, o Netscape, e outros. Mas aparentemente a AOL não sabia muito bem o que fazer com o que comprava, ou seja, parecia ser incompetente. E eis que veio a crise dos portais.

A Sun por sua vez ao que tudo indica enfrentou dificuldades e passou a ser aliada da Microsoft. Talvez o Java tenha sido mais ou menos como o Macintosh da Apple, veio cedo demais, e assim não obteve o merecido sucesso a tempo de fazer da Sun a empresa do futuro, e a guerra no momento ainda não é de "ambiente para Internet". Alias talvez no futuro esse ambiente derive do browser, venha a partir dele.

Por falar em Apple, ela parece estar na mesma posição em que sempre esteve, de "elite", de coisa para poucos, embora estes sejam fanáticos. Mas a Apple se manter no mesmo lugar já é uma grande vitória para ela. Ela conseguiu isso através do player de MP3 iPod, conseguiu inovar mais uma vez, no entanto a música em arquivo digital não parece ser o que irá comandar o futuro da informática, numa visão geral, e provavelmente com o tempo o player da Apple passará a ser "apenas mais um", e ela será obrigada a inovar novamente. Eu não ouso duvidar de sua capacidade para conseguir isso.

O que parece mesmo ser o "quente" do momento é a comunidade virtual, e não mais exatamente a informação e acessibilidade. A coisa é meio subjetiva, mas a empresa que mais tem essa "cara" atualmente no meu ver é a Google, que por acaso tem dado mesmo o que falar, e pra mim é a empresa mais promissora da atualidade. Uma empresa totalmente voltada para a rede Internet, e aparentemente competente. A Microsoft está muito presa aos velhos métodos dos softwares stand-alone em pacotes, que agora começam a dar lugar para as coisas que rodam dentro do browser, e isso poderá ser a sua ruína. Gmail, Orkut, Blogger, um possível Gbrowser, o próprio search e as informações que a Google coleta através dele, tudo com a costumeira simplicidade e sem ser invasivo, receitinha de sucesso do search utilizado por mais de 65 milhões de pessoas todos os meses.

Uma grande transformação que a Google está promovendo é o fim da paranóia com privacidade na Internet.

O grande milagre realizado pelo Orkut por exemplo foi tirar as pessoas do anonimato, e essa é provavelmente a razão pela qual o serviço parece ser a tentativa de comunidade que esta dando mais certo. A Google já disse que pretende integrar o Orkut ao seu serviço de search, de modo que se passe a encontrar pessoas, além de informações.

Outros serviços da Google que aos poucos estão tornando a empresa uma verdadeira "Matrix" de informações sobre as pessoas são o Blogger, que foi comprado por ela, e o Gmail, cujo principal atrativo é fornecer um grande espaço online para guardar todos os emails "pra sempre", nos servidores da Google é claro. Além disso a Google admite que o sistema vasculha os emails para determinar as preferências dos usuários.

Rumores já falam também em um Google OS, um sistema operacional que rodaria inteiramente sob Internet.

Um mundo cada vez mais online certamente precisará passar primeiro por uma mudança na mentalidade das pessoas quanto a se expor na rede, e a Google está conseguindo isso.

Nenhum comentário: