Pesquisar este blog

quinta-feira, 31 de março de 2005

Melhor metodologia de desenvolvimento de sistemas: KISS. Keep It Simple Stupid!

----

Eu já disse aqui que chegou a minha cabine acústica? Já to recebendo um monte de spam de equipamentos para exame de audiometria. Tão pensando que eu sou médico. Na verdade essa cabine tá é me ajudando bastante a tentar cantar melhor. De fato tenho percebido avanços na minha técnica vocal. Junto com a cabine eu comprei um microfone dinâmico profissional da Behringer, marca que alias me conquistou pelo bom preço por qualidade comparável a de coisas bem mais caras. É muito legal essas coisas de som profissionais. Comprei também um pré-amplificador pra ligar o microfone no computador (ele é necessário). É interessante como essa cabine pra exame de audiometria dá certinho para a aplicação que eu faço dela, pois além das paredes com isolamento acústico (que é bom mas poderia ser melhor) ela tem um burado pra passagem dos cabos, o visor que me permite olhar o monitor do computador e suportes para pendurar as coisas. Eu peguei um mouse tipo trackball que tava encostado pra controlar o computador lá de dentro da cabine sem precisar de espaço pra "arrastar o mouse". LEgal é que dois mouses ligados ao mesmo tempo no Windows (o de dentro da cabine e o de fora) funcionam perfeitamente. Vou fazendo as gravações e tentando melhorar cada vez mais. Quem sabe um dia eu consigo fazer algo que dê pra postar em MP3 pra outras pessoas ouvirem, assim como eu já faço com a fotografia :-P

É... o meu sonho de cantar de maneira prestável ainda não acabou :-)

Porque um "micro-estúdio particular" e não um curso de canto, poderia ser questionado... Meu caro... Eu sou um autodidata nato. Tudo que eu aprendi até hoje aprendi sozinho. Os cursos nunca me pareceram muito eficazes. A cabine era simplesmente o que me faltava para eu por em prática esse aprendizado na música, assim como aconteceu na fotografia quando comprei minha câmera fotográfica digital e na informática com os meus inúmeros computadores junto com a técnica de tentativa e erro usada a exaustão.

Nenhum comentário: