Pesquisar este blog

sexta-feira, 31 de março de 2006

Li agora um texto do John C Dvorak dizendo que os mentores da Web 2.0 não entenderam o que é que os usuários esperam da Web 2.0, que a Web 2.0 não é sobre compartilhar MP3 mas sim sobre "self-service", "faça você mesmo".

Ora, no meu ver a Web 2.0 é, essencialmente, trazer aos poucos o desktop para dentro da Internet, e isso inclui o compartilhamento e também o "faça você mesmo". Não é uma coisa só, é as duas, afinal, é simplesmente fazer tudo o que sempre se fez no computador, só que desta vez dentro de uma rede mundial compartilhada por todos, com todas as vantagens que isso pode trazer, dentre elas o fato de o software estar sempre atualizado, as configurações e dados estarem acessíveis em qualquer lugar, os documentos poderem ser compartilhados com outros usuários, etc, etc, etc.

É isso que as pessoas realmente pedem, para fazer tudo dentro da rede. Cada vez mais se passa mais e mais tempo usando o browser. O desktop e suas aplicações stand-alone vão inevitávelmente sendo aos poucos cada vez mais esquecidos.

Dvorak parece querer acreditar que a Web 2.0 é apenas mais uma tentativa de ficar rico com um novo boom da Web como aconteceu no fim dos anos 90. Sim, claro que o que propulsiona as iniciativas é a possibilidade de ganhar muito dinheiro, no entanto Dvorak não pode negar a constante evolução, e a evolução no caso é passar a plataforma para dentro da rede. É sim uma nova era, algo muito maior do que uma simples "nova moda". Passamos do tempo em que o software de preferência já vinha embutido na ROM da máquina, já que a máquina era o que importava, para um tempo aonde o software é que dita as coisas, e impõe a necessidade de uma máquina mais potente. Agora estamos passando para uma era aonde a rede é que manda, e o software não vem mais em um pacote com uma bela capa e um monte de disquetes ou CDs dentro, mas sim é um mero "serviço" dentre tantos outros na rede, sempre sendo constantemente atualizado. Neste novo mundo as pessoas não vão mais estar presas ao software X ou Y, pois nenhum software terá esse poder de monopólio, já que ninguem precisará instalar nada e todo mundo já terá todos os softwares do mundo prontos para rodar: bastará clicar em um link.

Nenhum comentário: