Pesquisar este blog

sábado, 22 de julho de 2006

WAP ressurge das cinzas

Uma tecnologia que muitos pensavam já estar morta tem sido cada vez mais usada segundo as pesquisas. O WAP foi lançado há alguns anos atrás como uma espécie de HTML do celular, bem simplificado para ser adequado as limitações da tela e conexão dos celulares. Eu usava anteriormente um Nokia bem antigo e só pretendia trocar se ele desse problemas ou se lançassem um celular com 3 megapixels e alguns gigas de memória para MP3, a preço acessível. Como a bateria parou de funcionar corretamente, eis que chegou a hora e portanto fui comprar o modelo mais barato que encontrasse, que foi um LG pré-pago de 150 reais. Pra minha surpresa este celular da faixa mais barata já acessa WAP, coisa que na época que comprei o outro estava limitada a celulares de 2000 reais ou mais, se não me engano. Claro que é interessante para as operadoras este acesso, que é cobrado por quantidade de dados transferidos. Então é facilmente explicável o motivo pelo qual o WAP, que parecia morto já no lançamento, ressurgiu das cinzas: simplesmente se tornou acessível. Neste mundo mais uma vez se vê o poder da visão de mercado da Microsoft. Os serviços dela para acessar Hotmail e MSN Messenger em http://mobile.msn.com são muito legais. Em poucos minutos eu estava vendo quem estava online e mandando mensagens em tempo real, via WAP. Há também um excelente site, o Winksite.com, que tem várias utilidades, entre elas o que eu procurava: um leitor de RSS para WAP, o que compatibiliza o celular com quase todos os bons sites de notícias. Enfim, a Internet móvel já é acessível a uma grande parte da população, mesmo quem não esperava ter esse tipo de acesso.

Nenhum comentário: