Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de outubro de 2006

É chegado o momento

O "sistema operacional de Internet" está aí. E tem vários concorrentes. É Google Personalized , Netvibes , PageFlakes , Windows Live . Alguns poderiam perguntar o porque de este formato e não uma iniciativa como o EyeOS ou mesmo alguns projetos de sofwares stand-alone para rodar aplicações Web que estão sendo desenvolvidos por aí. O Google Personalized não seria apenas uma página Web personalizável, sem pretensões de virar uma plataforma? Na verdade quem vai decidir isso é o consumidor. Da mesma forma que de 1985 a 1990 os usuários (maioria deles) optaram pelo DOS ao invés do Macintosh (fora que o Windows rodou debaixo dele por mais vários anos na década de 90), o mundo da grande rede pode não estar preparado ainda para algo "além do browser". O browser já está aí, já é usado por todo mundo, já é a própria plataforma. E depois que o "sistema operacional de Internet" não precisa copiar o formato do sistema operacional desktop, e talvez nem deva mesmo. O conceito de widgets, que foi popularizado e transformado em padrão pelo OS/X da Apple, só agora  será adotado pelo Windows no Vista e já existe desde o início nas "páginas personalizadas", que agora começam a serem também "agregadoras de grandes aplicações", como os sistemas operacionais desktop. Veja o exemplo do Google Calendar , que tem um excelente widget para a página personalizada, além de ser uma aplicação completa, que pode ser aberta através do Google Personalized. Provavelmente em breve a Google deverá lançar também widgets para facilitar o acesso ao Google Docs e Spreadsheets , peças fundamentais do "Office" da Google.

Agora perceba o tanto que a palavra "Google" está pipocando nas nossas telas o tempo todo. Pois é... é chegado o momento também da verdade. Mais cedo ou mais tarde isso iria mesmo acontecer. A gigante da Internet é parecida com a gigante do desktop no que diz respeito a "ter a faca e o queijo na mão". A Google tem o poder para fazer um portal personalizável, as melhores widgets para este, e ainda as "aplicações web completas" como eu defini. O que restará para as startups como Netvibes e PageFlakes? Só o Windows Live tem reais condições de competir, embora eu hoje em dia não aposte mais muito na Microsoft por ela AINDA estar presa aos antigos métodos que sempre lhe renderam muito. Alias é outra grande verdade: a Microsoft não está podendo mais se dar ao luxo de apenas "acompanhar" o que os outros estão fazendo. Essa sempre foi a política dela. Enquanto os concorrentes eram pequenos a Microsoft esperava alguém inovar para depois lançar a versão dela, integrada com aquilo que todo mundo já usava, que também era dela, é claro. Mas agora o concorrente é Google. Eu não acredito que a Microsoft conseguirá impor uma "mistura" de desktop com Web, com widgets fazendo interface entre os dois, e, no mundo 100% Web, já se pode dizer que a Microsoft não domina.

Voltando ao assunto das pequenas startups, chega a ser "triste" que elas provavelmente não terão grandes chances perante uma Google. Minha esperança era que o Netvibes por exemplo fosse comprado por alguma dessas gigantes, mas parece que elas não vão precisar disso. O que resta para o Netvibes agora é tentar se juntar a eles. Uma ideia é fazer widgets de alta qualidade para o Netvibes que façam interface com as aplicações da Google. A Google possibilita isso através de suas "APIs". Mas essas widgets teriam que ser no mínimo tão boas quanto as ofertas da própria Google, o que talvez não seja tão fácil, mesmo se tratando de "meras widgets".

Nenhum comentário: