Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de outubro de 2006

E a Web 2.0 vai para o seu celular... e também para o seu blog pessoal

E eis que eu viciei em J2ME para celular. Um celular que rode J2ME -e nem precisa ser Symbian- é um verdadeiro computador aonde você pode acessar diferentes drives e pastas, rodar aplicações, tocar arquivos multimídia, navegar na Internet e se comunicar com o seu computador desktop. Eu costumo comparar os jogos de celular com os jogos que haviam nos anos 80. A média de tamanho dos jogos em J2ME é de uns 140 kbytes, de modo que é uma espécie de volta à época em que os programadores "faziam milagres com parcos recursos". Uma das maravilhas do mundo do J2ME é o Opera Mini, versão mobile do famoso -embora não tão utilizado- navegador para desktop. Com ele é possível acessar praticamente qualquer site, inclusive por exemplo o Orkut, embora necessite de um link especial para poder acessar este, graças ao login do Google. Uma exceção previsível são os sites Web 2.0, pois, por motivos técnicos, não dá para esperar que os atuais browsers para celular tenham capacidade para rodar tecnologias AJAX além de a tela ser muito pequena para possibilitar o mesmo grau de interatividade de uma página rodando em um browser desktop. No entanto os muitos sites da Web 2.0 já estão lançando versões simplificadas para rodar em celulares com J2ME ou com WAP. A Google por exemplo disponibiliza um aplicativo J2ME para acessar o Google Maps com fotos de satélite e tudo. Já a Nokia lançou recentemente o WidSets.com, que é um verdadeiro "Netvibes para celular". Trata-se também de um aplicativo J2ME que é configurado no PC desktop e possibilita a exibição de Widgets (pequenas aplicações) na telinha do celular, com animações, joguinhos e tudo. A Google também possibilita utilizar a sua " home page personalizada" (google.com/ig) no celular via WAP, através das configurações feitas em google.com/id/cp , no entanto a maior parte dos Widgets da Google não funcionam no celular, em especial aqueles que tem animações, como por exemplo a Widget que exibe um relógio analógico.

E por falar em home pages personalizadas, o Netvibes passou recentemente por reformas que trouxeram perceptíveis melhorias de performance e algumas funcionalidades interessantes. Para não ficar atrás a PageFlakes também anunciou mudanças para breve, e parece que serão profundas. Já a Google fez um grande anúncio: seus mais de 1000 Widgets, antes só disponíveis para o Google Desktop e para a página personalizável da Google, estão sendo disponibilizados para uso em qualquer home page na Internet, através de uma pequena linha de código que deve ser adicionada no HTML. Isso significa adicionar facilmente, em sites pessoais e blogs, funcionalidades até então possíveis apenas com o uso de provedores de espaço pagos e muita codificação em Javascript e linguagens do lado servidor. Isso poderá finalmente ameaçar os competentíssimos e até então invictos concorrentes pequenos como Netvibes e PageFlakes -que talvez nem tenham condições de arcar com o consumo de banda que esse tipo de serviço deverá gerar-, além da arqui-rival Microsoft, prisioneira do pesado .NET e de uma pretensa integração das Widgets Live com o Windows Vista.

A Google sai na frente, integrando suas Widgets com a Web, que sem dúvidas é muito mais importante que o sistema operacional Windows Vista...  Acorda Microsoft!

Observação: ainda não testei a utilização das Widgets Google em home pages. Em breve deverei testar essa funcionalidade aqui mesmo no meu blog para "ver se é verdade"...  

Nenhum comentário: