Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de julho de 2007

E eu disse adeus ao PC desktop...

Mais ou menos 18 anos depois do meu primeiro PC desktop, que era um 386sx, comprei meu primeiro notebook e vendi o AMD 2800+, que provavelmente foi o meu último desktop. As vantagens do notebook, mesmo quando usado em casa, são várias. Vamos lembrar algumas: 

- Sempre que é desligado eu baixo a tela do notebook, o que evita o acúmulo de poeira no teclado e na tela. 
- Posso usar o computador na sala, no quarto, na cozinha, deitado na cama, sentado no sofá, enfim. Um roteadorzinho wi-fi permite acessar a Internet sem fios pela casa toda com facilidade.
- Embora eu normalmente deixe o laptop ligado na tomada, a bateria automaticamente serve também como um excelente nobreak caso hajam falhas na distribuição de eletricidade.
- Adeus àquela enorme quantidade de cabos atrás do gabinete, que eram inclusive sempre difíceis de acessar!
- O laptop dá um excelente player de DVD portátil em viagens (especialmente se tiver uma bateria boa como a de 12 células que veio no meu).
- O laptop pode ser facilmente usado também como um poderoso HD portátil para transferir grandes quantidades de dados, e nem precisa passar pro computador depois, já que já é o próprio.
- Gostei do teclado do notebook, silencioso, e eu nunca usei teclado numérico mesmo.    
- Alias ele é bem mais silencioso que um desktop normal, tanto em relação a ventiladores como discos rígidos.
 
Enfim. Durante esse tempo todo eu não tive notebook porque eram muito caros e as especificações muito mais baixas que as dos desktops. Mas hoje em dia não vejo porque não fazer a troca. Quem não gostar do teclado pode conectar um externo via USB com facilidade, assim como acontece com o mouse. Do meu desktop eu mantive o monitor LCD de 17 que eu tinha, e que ligo no note pra usar como desktop extendido, como eu já faço ha muito tempo.

Mais uma página virada na minha história pessoal no mundo da informática. Mas eu ainda tô esperando baixar os preços dos UMPCs sem teclado, que provavelmente serão o meu próximo "form factor".

Nenhum comentário: