Pesquisar este blog

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Windows minimalista indica baixa na importância do sistema operacional

Sistemas operacionais já foram o que havia de mais importante em um computador. Por muito tempo não existiu Internet comercial, e tudo o que se rodava em um computador era instalado no HD e rodava debaixo do sistema operacional. Com isso a Microsoft e outras desenvolvedoras de sistemas operacionais sempre se aproveitaram para embutir várias das aplicações mais utilizadas no próprio sistema operacional, derrubando as aplicações similares dos cocorrentes, que eram vendidas a parte do sistema operacional. O resultado é que os sistemas operacionais foram ficando cada vez maiores. Para comparar, é mais ou menos como se uma grande parte da Internet fosse distribuída junto com o sistema operacional, para "leitura off-line".

Mas a Internet vem aos poucos tomando lugar das aplicações desktop. Cada vez mais apenas o que se vê nas telas dos computadores é o browser, e as aplicações rodam cada vez mais frequentemente dentro dele. Com isso todo o software instalável vai perdendo sua força, e o sistema operacional vai sendo relegado a mero "apoio" para fazer a interface entre o browser e o hardware. A Microsoft não consegue mais satisfazer o usuário com um sistema operacional cada vez mais pesado, e a prova disso é a apresentação feita por um engenheiro da Microsoft, que exibiu o que deverá ser a base para o próximo Windows: o MinWin, um Windows minimalista capaz de rodar em apenas 40MB de memória. O próprio palestrante admitiu que o Windows está muito pesado. Na verdade a Microsoft está se vendo, diante da reação do público ao Windows Vista, impossibilitada pela primeira vez de forçar upgrades de hardware a seus usuários. As pessoas não se importam mais com ter grande poder de processamento e memória, pois isso acaba ficando sub-utilizado, dado os gargalos da Internet. Se a Internet demora para baixar as coisas, do que adianta ter um processador super-veloz? Ao invés de comprar computadores desktop super potentes, as pessoas agora estão se contentando com portáteis cada vez menores e não tão poderosos, mas que fazem o que interessa: rodar tudo que a Internet disponibiliza, e com cada vez mais mobilidade. Consequentemente o sistema operacional pesado também vai perdendo espaço.

3 comentários:

Anônimo disse...

Aff cara, se toca, aquilo era só o kernel funcionando...

Inicia o Windows em MS-DOS e "veja o consumo".

Marco Mugnatto disse...

Oxe... Só você então que não viu que o objetivo da palestra foi justamente mostrar que Windows antigos eram extremamente leves e o cara admitiu com todas as palavras que o Windows Vista é muito pesado. O objetivo assumido da Microsoft é diminuir esse peso nas próximas versões. São eles que falam isso, não eu. Eu apenas formulei uma teoria dos motivos por trás disso, nada mais.

Anônimo disse...

abarlyArono
[url=http://healthplusrx.com/polyps]polyps[/url]
DuffTooli