Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

De onde vem a música da propaganda do Mercado Livre?


A propaganda do beijo do Mercado Livre, feita originalmente na Argentina. Voltada para "mulheres lindas -como a da propaganda- que procuram um beijinho de um nerd pela Internet"? Claro que não! A propaganda obviamente é voltada para o maior público consumidor de sites como o ML: justamente o nerd que vai lá ofertar beijos para ver se aparece uma gata como aquela, ou que pelo menos é atraído através desta idéia. E quem não seria? A menina é maravilhosa, e por isso infelizmente obviamente não precisa comprar beijos através de um site.

Mas tem algo realmente muito encantador nessa propaganda: a musiquinha que toca ao fundo. E não sou só eu quem acha isso: tem muita gente Internet a fora perguntando qual é o nome da artista e da música para tentar baixar um MP3.

Parece que o Mercado Livre revelou que a música foi feita especialmente para o comercial, e disponibilizou um link para a versão completa. Mas será que o próprio Mercado Livre sabe toda a verdade sobre uma propaganda que obviamente foi feita por uma agência de propaganda contratada por eles?

Como o nome do arquivo fala em "BandaBeso", já inventaram boatos dizendo que quem canta é uma tal de "Banda Beso" (beijo em espanhol), que eu duvido que exista. Alguem tratou também de fazer uma versão mais longa simplesmente mixando o arquivo do link acima, fazendo a música repetir duas vezes na mesma trilha. Há ainda algo intrigante: Esta letra é muito maior, mas aparentemente ninguém jamais encontrou tal versão, e alguém parece ter assumido a autoria desta letra modificada. De fato o camarada escorrega no inglês como ele mesmo admite, escrevendo "a word true love" quando provavelmente é "our true love". Aparece aí também o nome da canadense Aselin Debison, no entanto em sua discografia, até onde vi, não há "Someone is There" ou "Waiting for my song", mas sim apenas uma versão de "Somewhere over the Rainbow" que realmente tem uma base muito parecida com a da música do Mercado Livre, e é daí, e do fato da voz dela ser parecida (mas nem tanto), que deve ter vindo este provável outro boato. Esta versão medley com "Woderful World" da famosa "Over the Rainbow", de Harold Arlen e E. Y. Harburg, aparentemente foi originalmente cantada por Israel Kamakawiwo Ole', e provavelmente a música do ML foi de fato baseada nela.

Mas eis que surge uma luz no fim do túnel: há uma tal de Ella Kudmi no My Space que tem uma outra versão da música, mais elaborada, no entanto a voz parece ser realmente igual a do comercial. Minha teoria é que a versão da música foi realmente feita especialmente para o comercial, e cantada por Ella Kudmi, que aproveitou a repercussão para lançar uma versão mais completa em seu MySpace, ou mesmo aproveitou algo que ela já tinha composto antes e vendeu o peixe para a agência que fez a propaganda do ML.

Eis então a provável verdadeira versão completa:

Ella Kudmi - Waiting for my song



quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Preço bom, mobilidade e... Internet!

Eu acho o sucesso do notebook Asus Eee mais importante que o do iPhone. O iPhone é um celular, um smartphone, por assim dizer. Ele não é um computador própriamente dito. O Asus Eee é um marco histórico no processo de "emagrecimento do PC", que eu venho notando há algum tempo. Acredito que surpreendentemente um notebook com essas mesmíssimas especificações há uns 5 anos atrás teria sido ignorado pelos consumidores e analistas, pois há meros 5 anos atrás não existia Web 2.0, e as aplicações offline, que exigem grandes quantidades de memória para serem instaladas, eram pelo menos tão importantes quanto a Internet. Hoje a Internet já virou o jogo, e agora é mais importante a velocidade da conexão com a grande rede do que as especificações de hardware, e, também do que o sistema operacional que roda por trás do browser. Com apenas 4GB de memória solid state no lugar de HD, tela de 7 polegadas, SO Linux, e com o preço relativamente baixo de 400 dólares, este notebook é perfeito para fazer o que todo mundo mais quer: navegar na Internet aonde quer que se vá, e está vendendo "que nem água" segundo as notícias. E não se trata de um PC voltado para a "educação de crianças pobres" como o fiasco OLPC, mas sim de um notebook que certamente já está sendo usado é por, além de estudantes, executivos e aficcionados por tecnologia em geral. Podemos esperar para breve mais e mais lançamentos visando esse mesmo propósito, e, junto, provavelmente finalmente a explosão do leitor de ebook, que falta apenas ser barato na minha opinião. Minha aposta é que o Asus Eee ainda vai ser lembrado como um dos maiores marcos de transição para uma nova era no mundo dos PCs.

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Anos 80 que não querem acabar...

Tay Zonday é o nome dele. Um sucesso 100% produzido pela Internet. Comicidade, voz peculiar, instrumental chulo, me remete imediatamente a lembranças de coisas como Trio - Da Da Da e Yello - Oh Yeah dos anos 80, aquilo que costumam chamar de "lixo cultural", mas que as pessoas não deixam de gostar. A música que o levou para as paradas de sucesso da Internet, Chocolate Rain, já foi assistida por mais de 10 milhões de usuários no Youtube, e o cara tem dado entrevistas pra todo lado, um fenômeno. Mas pra rir mesmo é só procurar as paródias que existem aos montes no próprio Youtube. E o Tay tem outras músicas até bastante interessantes. Confesso que virei fã, principalmente por ser um sucesso feito totalmente sem a dependência de grandes gravadoras e afins. Internet dream! (nome de uma das músicas de Tay)