Pesquisar este blog

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

O fiasco da TV Digital

Sabe porque ninguém sabe nada direito sobre a TV Digital? Porque o governo não se arrisca a prometer coisas que não poderão ser cumpridas. A TV Digital do governo não tem canal de retorno. Ela usa antena UHF para receber o sinal. Mas, e para enviar? Eles dizem que "poderá ser usado o telefone", talvez, num futuro remoto. Ora, pobre já vai ter que pagar relativamente caro por um conversor que trará pouca vantagem para ele, pois a única vantagem será uma imagem apenas um pouco melhor, já que a TV do pobre não tem alta resolução e o som é mono de qualquer jeito, isso quando está em boas condições. A TV Digital do governo não serve nem sequer ao rico que pode pagar pelo conversor, pela TV de alta resolução, e pela conta telefônica. O motivo é simples: veja o que as operadoras de TV a cabo já estão fazendo: estão aproveitando todo o alvoroço em torno da TV Digital para fazer propaganda da TV Digital deles próprios, que óbviamente é paga, e esta é muito melhor que a do governo, pois tem realmente canal de retorno: o cabo. Portanto haverá muita interatividade na TV Digital da Net, mas quem já usou Internet via dial-up sabe o que se pode esperar do uso de telefone como canal de retorno na TV Digital do governo.

O governo podia, ao invés de dar mais trela para as emissoras de TV aberta (sabe-se lá em troco de que em 2008, né), promover a verdadeira democratização dos meios de comunicação: criar uma infraestrutura de acesso gratuito à Internet. Conseguir computadores para pobres é fácil: a todo momento milhares de computadores usados estão sendo descartados nas empresas e casas. Não seria difícil prover esses computadores usados até mesmo de graça para os mais pobres, que só de saberem que "há uma Internet gratuita funcionando" certamente iriam se interessar automaticamente. E para navegar na Internet, participar de foruns de discussão, criar blogs, etc., não é necessário mais do que um computador usado. Muito melhor do que gastar bilhões (isso mesmo) do nosso dinheiro para dar uma sobrevida para essa mídia ultrapassada e monopolista de mão única que é a televisão.

5 comentários:

Anônimo disse...

Quanta bobagem! Se informe antes de opinar sobre um assunto.

O canal de retorno tem que ser via telefone ou internet, e na TV digital gratuita isso ainda não foi decidido, mas como muito mais gente tem acesso a uma linha telefônica seria mais interessante.

Inclusive, diferente da informação errada que voc~e postou, o canal de retorna da Net Digital é via linha telefônica.

Marco Mugnatto disse...

Ah, faltou eu falar também que na Net Digital as classes média e alta vão ter acesso também aos canais da Net, e não só TV aberta, outro fator que dificultará o uso da TVD do governo pelas classes mais altas.

Marco Mugnatto disse...

"Inclusive, diferente da informação errada que voc~e postou, o canal de retorna da Net Digital é via linha telefônica."

Isso vale para o Pay Per View apenas, e aplicações básicas. Veja o que diz este texto:

NET ESCLARECE DÚVIDAS SOBRE TV DIGITAL E ALTA DEFINIÇÃO PARA QUEM TEM TV A CABO

"O decodificador da NET Digital HD é o mais avançado equipamento de televisão digital disponível no país"
...
"Também possui cable modem interno, que possibilita aplicações interativas avançadas com canal de retorno pelo próprio cabo"

Marco Mugnatto disse...

heheh... Engraçado é que eu já fazia esses questionamentos em novembro de 2003!!!

http://mugnatto.blogspot.com/2003/11/to-vendo-no-j-o-pessoal-falando-de-tv.html

marcos trevisan disse...

Realmente acredito que a TV digital é um fiasco, visto que a melhora da imagem é praticamente insignificante e o seu conversor com um preço um tanto elevado, na faixa dos R$ 500,00. O mais interessante é que inventam coisas que acredito eu ainda estar tão distante da realidade da grande massa de brasileiros, pois para ter a qualidade digital tambem é necessário a troca do aparelho de tv compativel com a tecnologia de alta definição. Sem dúvida, não será um benefício que o brasileiro irá buscar de imediato, pois com as revoluções dos computadores, banda larga, video chamada, por hora será o atrativo de um mercado que prospera mas que ainda não democratizou esses beneficios aos mais pobres. Pois é tem pessoas que ainda ve a internet como coisa de outro mundo. É isso.