Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de maio de 2009

Download de músicas deverá entrar em declínio

http://www.deezer.com/

http://grooveshark.com/

http://www.imeem.com/

Esses três sites tem algo em comum que os difere dos sites de rádio online: eles permitem tocar as músicas sob demanda. Ou seja, você digita o nome da música que quiser ouvir, e o site toca exatamente aquela música pedida, por inteiro. Não é um serviço de rádio que toca "músicas similares" ou algo parecido.

Ainda se fala em aposentar o CD, mas a música sob demanda por streaming deverá em pouco tempo aposentar a própria música por download. Pelo menos para grande parcela das pessoas mais antenadas em novas tecnologias.

São muitas as vantagens da música em streaming sob demanda.

A mais evidente delas é não precisar ocupar espaço em HDs ou memórias flash de tocadores ou PCs.

A segunda é o fato de começar a toca mais rápidamente. Você tem vontade de ouvir a música X. Vai esperar baixar pra que?

A terceira é o acervo de músicas, inúmeras vezes maior que o acervo que se costuma ter de músicas baixadas. Geralmente as pessoas selecionam aquilo que vão baixar. Já o streaming é excente para conhecer outras músicas também. Afinal todos os serviços de streaming sob demanda permitem também tocar músicas similares, após tocar a música pedida. E isso tudo sem impedir que você adicione as músicas que preferir em um "favoritos", formando também um acervo pessoal.

A quarta vantagem é que todo o seu acervo de músicas está disponível em qualquer lugar que você vá e que tenha Internet, e não apenas em um determinado dispositivo que as vezes -ou sempre- você deixa em casa.

A quinta vantagem é o aspecto social desses sites. Você pode montar playlists e disponibilizar para amigos ouvirem, aonde quer que eles estejam, sem precisar de penosas transferências de altos volumes de dados, mas sim apenas um link por email.

Devem haver mais vantagens que essas, mas acho que já é suficiente para saber que simplesmente não há futuro nem mesmo para a venda de músicas por download, ainda mais quando estes referidos sites estão conseguindo se manter sem serem derrubados pela indústria fonográfica. Segundo o Deezer, por exemplo, eles são um site completamente legalizado.

E ainda por cima não são mais só os PCs que tocam esses sites. O Imeem dispõe de um aplicativo para o iPhone, o que reforça a questão: quem é que vai preferir fazer download de música?

2 comentários:

Orakio "O Gagá" Rob disse...

Legal o seu blog, Marco (acabei de assinar o feed), e gostei do post, fui até dar uma conferida no Deezer. Com o aumento da velocidade da banda larga, pode ser que um dos inconvenientes da música por streaming seja resolvido também: a qualidade do áudio.

Anônimo disse...

Good fill someone in on and this mail helped me alot in my college assignement. Gratefulness you as your information.