Pesquisar este blog

sábado, 20 de junho de 2009

Atari foi "um videogame com jogos ruins"?

Essa é uma lenda que tenho lido aqui e ali nos últimos tempos.

Certamente quem afirma isso não jogou muito Atari quando criança e interpretou de forma completamente errada essa história. E eu, por ter vivido intensamente aquela época, tenho que fazer minha parte para tentar evitar essa injustiça talvez proposital.

Proposital pois é comum, quando se é um saudosista, criticar não só o que veio depois daquilo pelo qual nutre paixão saudosista, como também aquilo que veio antes.

Hoje ouvi um blogueiro que fala sobre videogames antigos e gosta do "Nintendinho", uma geração bem posterior de videogames, repetindo esta mesma interpretação errônea numa entrevista no rádio. Ele chegou a dizer que seu blog não trata de Atari "por ter sido um videogame de jogos ruins".

Aparentemente essa má interpretação começou na famosa história dos cartuchos do jogo ET, que venderam tão pouco que supostamente os que sobraram foram enterrados em um deserto nos EUA. Pouco tempo depois houve o "crash dos videogames" em 1983, que levou várias empresas do setor à falência.

Ocorre que o Atari foi lançado em 1977, e não há dúvidas de que era o melhor videogame em sua época. Visivelmente Melhor que o Odyssey 2, seu maior concorrente, e muito melhor que todos os que vieram antes, como o Telejogo.

O Atari como todos deviam saber teve um estrondoso sucesso. Mas todos deviam saber também que todo videogame um dia fica obsoleto.

O que é um "Nintendinho" hoje? Na verdade só tem uma significância especial para quem viveu aquela época, assim como o Atari também ainda trás boas lembranças para quem jogou muito ele no início dos anos 80. É óbvio que eu adoro jogar emulador de Atari, e na verdade muito mais que os de Nintendo, pois na época do Nintendo eu só queria saber de computadores e deixei de lado os videogames. Então o Nintendo não significa muito para mim.

De modo que, assim como o Nintendo foi o melhor de sua época, o Atari também foi o melhor de sua época, e ambos foram estrondosos sucessos. Claro que o Atari vendeu menos até porque a própria ideia de "videogame" ainda era muito nova e muita gente sequer sabia o que era isso. Mas não tem essa do Atari ser "um mal videogame". Em 1977 ele era sim grandioso e fazia coisas na TV da sala que não se imaginava antes, impressionando tanto os jogadores daquela época quanto um GTA IV impressiona hoje, pode ter plena certeza disso.

Em 1982, lançamento do ET, de fato já era um videogame ultrapassado, mas isso também acontece com todos os outros. Portanto a crítica de um videogame só é justa quando se analisa desde seu lançamento até sua descontinuidade.

Então está aí a minha tentativa de corrigir a história. E se você não viveu intensamente a época, não teve um Atari em casa durante seu reinado, por favor não se considere habilitado para criticá-lo negativamente. Eis aqui alguém que sente mais emoções com o Pitfall do que jogando Mario.

3 comentários:

FernandoSalvio disse...

Foi sim, Enduro, River Raid, Pitfall, Frostbite. Só jogo ruim. Assim como as empresas, que produziam pra ele como Activision, uma pequena do setor.

:-D

Abraço,

Fernando Cabelo
http://jogos80.blogspot.com

Orakio "O Gagá" Rob disse...

De fato, o Atari era bem melhor do que o Odissey2... Mas sabe que eu me diverti um bocado com o Odissey2? Eu pirava jogando Come-come, Em Busca dos Anéis Perdidos e o "crássico" Didi na Mina Encantada...

Anônimo disse...

sei la eu tive Atari, Nintendinho e Mega Drive, Prefiro o ultimo por causa do jogo Sonic. O problema do Atari é que seus jogos são muito repetitivos e pouco inspirados. Cansam muito rápido, dai o pq ele ser considerado ruim. Sobe esse aspecto ele é sim um console ruim, mas como vc msm falou pra época dele ele era um colosso